24 janeiro, 2006

Informática básica.

Quase deixadas ao abandono, mas por certo ainda utilizado por muita gente, as disquetes que utilizamos para guardar ficheiros informáticos, sendo bem utilizadas são tão de boa qualidade como os CD's e muito mais económico, desde que tenhamos sempre em atenção os seguintes procedimentos:
1 : As disquetes devem ser limpas e lavadas pelo menos uma vez por semana. As partículas microscópicas de metal que se vão acumulando na sua superfície podem ser removidas passando um potente íman pela superfície da mesma - mas sem lhe tocar. Quaisquer restos mais teimosos destas partículas podem ser removidas com sabão, pedra-pomes e água corrente. Quando enxaguar as disquetes certifique-se de que os ficheiros estão lisos. Isso permitirá que a disquete gire mais rapidamente, resultando em melhores tempos de acesso.
2 : As disquetes, ao contrário do que muitos utilizadores pensam, não podem ser copiadas numa fotocopiadora. Se precisa de salvaguardar os seus dados, simplesmente insira duas (2) disquetes na ranhura do "drive". Assim, sempre que gravar um documento para a disquete, os dados ficarão gravados em ambas.
3 : Nunca deixe as disquetes no "drive" quando terminar o seu dia de trabalho, pois os dados podem escorrer para fora da mesma e corromper os mecanismos internos do "drive". As disquetes devem ser rebobinadas e guardadas num ambiente frio (aconselha-se a compra de uma arca congeladora para o efeito).
4 : Nunca insira uma disquete no "drive", virada para baixo. Os dados podem cair da superfície da mesma e encravar os intricados mecanismos do "drive".
5 : Não dobre as disquetes, a não ser que elas não caibam no "drive". As disquetes maiores podem ser dobradas e metidas em "drives" mais pequenos. Mas nunca as dobre em três, pois isso resultaria na criação de disquetes de tripla densidade... e toda a gente sabe que os "drives" de tripla densidade estão obsoletos... 6 : Periodicamente deve pulverizar as disquetes com "spray" insecticida para prevenir o aparecimento de "bug's" e vírus, embora para estes últimos se aconselhe uma solução de água, duas aspirinas e açúcar, deixando as disquetes mergulhadas neste banho pelo menos 24 horas (em alternativa pode utilizar "Aspegic", dispensando o açúcar neste caso).
7 : Se a sua disquete estiver cheia, e precisar de mais espaço para guardar os seus dados, remova a disquete do "drive" e sacuda-a vigorosamente durante aproximadamente 3 minutos. Quando acabar, agite-a durante mais 2 minutos. Este procedimento irá compactar os dados (data compression) permitindo mais espaço para novos documentos. (Não se esqueça de tapar todos os orifícios da disquete com fita adesiva para prevenir qualquer perda de dados).

Sem comentários: