09 janeiro, 2006

Memória curta!


A Região Autónoma da Madeira tem dois prédios rústicos no Porto Santo sem saber como adquiriu-os.
Esta é a notícia do DN de ontem (pág. 11) que, por remição para o Jornal Oficial da RAM, fez notícia de um anúncio ali publicado, tendente à regularização da situação predial dos prédios em causa.
Espanta-se o Sr. Jornalista com tal procedimento e espantar-se-ão muitos madeirenses também porque razão a Região não sabe como vieram aqueles prédios à sua posse. Realmente dá que pensar!
Faz-me lembrar aqueles “tarraços” que depois de entornaram “goela” abaixo uns cinco litros de vinho seco no outro dia não se lembram do que fizeram de véspera.
Ora, eis uma das hipóteses para que a aquisição de tais prédios por parte da RAM tenha ocorrido: terão sido adquiridos num dia de muito vinho seco?

O diabo que jure!

Há dias de manhã que uma pessoa à tarde não pode sair de casa à noite!

Sem comentários: