04 janeiro, 2006

Mercado do Porto Santo


Precisamente na altura da reabertura do mercado de futebol, encerra o Mercado Municipal do Porto Santo.
Assim decidiu a Câmara Municipal daquela Ilha, alegando que tal já não era viável, atento ao numero de superfecies comerciais existentes na Ilha.
Decidiu ceder as instalações à Sociedade de Desenvolvimento do Porto Santo, sem destino ainda definido.
Pois eu acho que deveria ter cedidas aquelas instalações ao Sr. José Lino Pestana para instalação do mercado do seu clube, que só numa época desportiva consegue mais transações comerciais que em toda a existência do mercado municipal.
Desconheço o volume de negócios transacionado, mas a julgar pela inflação que vai no futebol madeirense não tenho dúvidas que o custo de um "craque" de futebol custe numa epoca desportiva o equivalente a dois contentares de semilhas desembarcado na Ilha Dourada. Agora basta multiplicar por um plantel inteiro de 25 jogadores, mais 3/4 treinadores, mais transportes, mais alimentação, mais alojamento, quantos contentores de semilhas equivale?
Não tenho dúvidas: o mercado foi bem encerrado, mas mal entregues as instalações.

Sem comentários: