13 março, 2006

Registo das aves!

Segundo a Direcção-Geral de Veterinária, o registo de aves domésticas passa a ser obrigatório em Portugal. Para tal os proprietários devem dirigir-se às respectivas juntas de freguesia.
O Berdades foi ouvir o Compadre Jodé, homem do campo entendido em animais e que sobre o assunto nos disse:
Olhe eu cá já nã atremo nada disso da gripe dui bichos de penas. Eu quero é cuidar da minha gripe. Olhe que memo assim entramelado c'ma tou das patas, inda fui do despensário p’medo de ser bacinado da gripe, mas quem mercou a engessão da framácea foi eu, e olhe que nã foi nada barato!
Agora p’medo das aves, eu cá nã gasto nem um tostão, memo nã tanho! A única ave que tanho é a pomba, mas cá nã vou rezestá-la a lado nenhum, é um’a pomba velha que nã faz mal a ninguém, ela mal se arrasta e até já tem o bico torto. Em vez d'eu rezestá-la tou mei zé pensando fazer-lhe um’a gaiola, pa ver s'ela arriba, não acha? Agora se lhe aprantam essa praga c'ma dizem vai ser o estepilha!
Oportunamente o "Berdades" publicará a opinião da Comadre Mariquinhas, uma mulher também do campo e com muito "gado" a seu cuidado. Esteja por isso atento(a).

Sem comentários: