09 maio, 2006

Engenheiro juiz

"Alberto Costa debate reforma do sector.
Acesso à magistratura pode ser alargado a vários cursos.
(...)
A reforma passa por alargar o acesso à magistratura a outros cursos superiores além do de Direito, mas a intenção será sujeita a discussão pública.
Se for aprovada, um economista, por exemplo, poderá concorrer ao Centro de Estudos Judiciários para ser juiz. Tal como acontece em outros estados membros da União Europeia o Governo pretende diversificar o acesso à magistratura a outros cursos superiores além do de Direito, uma medida que até ao final do ano será sujeita a discussão pública... "
Noticia da TVI on-line em:
O Berdades está curioso para ver essa medida em prática e até dá um conselho: candidatem-se muitos engenheiros e arquitectos a juizes para os julgamentos das "acções populares" na Madeira!

1 comentário:

Anónimo disse...

Com Juizes formados em Direito já temos uma «boa» Justiça, quando tiverem outra formação então teremos uma «óptima » Justiça. Já agora recomendo ao Sr. Ministro que abra o CEJ a várias profissões, designadamente carpinteiros, pedreiros, pintores, palhaços, etc...Como também devem ser Ministros, os macacos, os burros, os elefantes, etc.... sem ofensa para estes animais.