10 novembro, 2006

A propósito de GREVES!

Haviam quatro funcionários públicos chamados: Toda-a-Gente, Alguém, Qualquer-Um e Ninguém. Havia um trabalho importante para fazer e Toda-a-Gente tinha a certeza que Alguém o faria. Qualquer-Um podia fazê-lo, mas Ninguém o fez. Alguém zangou-se porque era um trabalho para Toda-a-Gente. Toda-a-Gente pensou que Qualquer-Um podia tê-lo feito, mas Ninguém constatou que Toda-a-Gente não o faria. No fim, Toda-a-Gente culpou Alguém, quando Ninguém fez o que Qualquer-Um poderia ter feito. Foi assim que apareceu o Deixa-Andar, um quinto funcionário para evitar todos estes problemas...

4 comentários:

Desempregado disse...

Viva a luta do Zé Povinho, mas penso que não vão ganhar nada com isso.
Em frente, marche!

Anónimo disse...

Os funcionarios públicos querem é fins de semana alargados, por isso não concordo que se façam greves. O país precisa é de trabalho e mais trabalho, porque isto não está fácil

Anónimo disse...

Estas situações acontecem sobretudo e com frequência nos Tribunais.

Anónimo disse...

Este último comentário foi de proposito, lololol