22 maio, 2007

Moinho parado!

À espera de grão? Talvez. Água não lhe falta. Aliás, até parece uma ilha - está rodeado de agua por todos os lados.
O que ele (moinho) espera mesmo é de conserto e, se calhar, do apoio das entidades competentes. Este antigo moinho situa-se no Curral Velho, em Santana e a cada dia que passa degrada-se aos olhos de quem por ali passa.

10 comentários:

Anónimo disse...

pois mas essas identidades nao se preocupam com isso querem é saber de comprara carros!!!!

Anónimo disse...

quando era pequeno cheguei a acartar milho desse moinho mas agora parou

RegiCe disse...

O berdades sempre atento! Uma vez que vão implementar o roteiro das casas de colmo, deveriam também pensar em associar os moinhos e outras estruturas tradicionais da nossa terra!!!! (e já agora umas dispensas ao serviço, para dar tempo de visitar isto tudo!!!!) :)

Bragado atento disse...

O que preocupa as entidades são os tachos e neste moinho eu não vejo tacho.

Moleiro disse...

Muitos parabéns senhor berdades por este, e muitos outros, registos fotográficos que nos trazem muitas e boas recordações. Pena que tudo um dia se acabe, como tudo na vida, infelizmente! Também acho que poderiam as entidades fazerem mais e melhor pela preservação do nosso património mas tal não se verifica.

Anónimo disse...

Efectivamente este "velho" moinho faz parte da infância de muitas pessoas e é pena que desapareça. Faz parte de uma memória colectiva que é preciso não deixar morrer.

No entanto, não podemos ficar sempre à espera que "as entidades competentes" actuem. Por vezes (e cada vez mais) é necessário pôr em prática a famigerada "cidadania activa"… e porque não começar por um “velho” moinho.

Anónimo disse...

pois... realmente é pena que a câmara não aposte na recuperação do que é nosso

Anónimo disse...

Pois é, palavras para quê?
Se o Moinho fosse de outra gente, era dever das entidades, como o Moinho é de "gente da baixa" implica que:
"...é necessário pôr em prática a famigerada "cidadania activa"...." é verdade, para algum património cultural do Concelho, houve apoios, e acho bem, para outros ... esses não contam...
Que mais se pode dizer?
Nota: Não se esqueçam que as fotos usadas em alguns festivais de Folclore 48horas, exposições sobre o mesmo tema no Funchal, etc , foram fotos desse "Moinho do Curral Velho" etc
Na próxima ponham fotos dos outros Moinhos para vermos se foram apoiados... têm cá uma piada mesmo.
Parabéns ao blog, e a todos os seus participantes e leitores, claro.

Anónimo disse...

Olá,
Parabéns ao blog e à sua diversidade de áreas ou de temas, que são abordados.
Continue...

Anónimo disse...

Penso que não só aquele Moinho deve ser preservado, mas até a estrada que lhe dá acesso, desde a Achada do Vinhatego, até ao Caminho em Cruz na Silveira. O Moinho e a estrada de acesso, são História de muitas gerações do Concelho de Santana. Uma Cidade é tão mais rica, quanto mais valoriza e dignifica o seu Património; Artístico e Cultural. Para isso não devemos contar só com as Entidades Públicas. Tem que ser todos nós a termos a sensibilidade desses valores culturais, procurando solução para essa riqueza que temos dos nossos antepassados. É quase certo que os proprietários não devem querer recuperar o Moinho!... pois neste momento deverá estar inactivo, e a sua funcionalidade não compensa certamente ao proprietário. As searas em Santana, quase não existem. As plantações de milho estão de ano para ano a serem reduzidas. Só existe uma solução para este caso O Proprietário unir esforços com as Entidades Públicas e Recuperar aquele VELHO MOINHO A ÁGUA!...
MJFreitas