22 junho, 2007

Tradições de São João.

A Casa do Povo de Santana vai comemorar o São João dia 23 e 24 na Achada do Teixeira, em Santana, através do Grupo dos Xarambistas, que irão animar o dia do Pastor e as Tosquias no Sábado e no Domingo. Fará, ainda, um percurso pedestre desde a Casa do Povo até as Queimadas no Domingo, actividade desenvolvida pelo Grupo de Folclore. Este percurso terá inicio junto da casa do povo pelas 11:30, seguindo-se um convívio e depois uma tarde de brincadeira relembrando alguns dos jogos tradicionais que as pessoas efectuavam para ocupação dos seus tempos livres. Sendo esta uma das tradições do povo da freguesia em tempos passados de comemorar o S. João, deslocavam-se às Queimadas, brincavam, cantavam e bailavam transportando consigo as suas merendas, continuando o percurso atá a Cova da Roda, regressando depois cada um a suas casas,era assim em tempos. Convida-se a população a efectuar este percurso e passar uma tarde ao ar livre podendo relembrar alguns jogos que já lá vão.
Comunicado recebido por e-mail da Casa do Povo de Santana.

5 comentários:

Anónimo disse...

Boa!!!Nunca dá para esquecer essa noite do sábado para o domingo...eu não falho! Comer , beber e bater com o rabo no chão ao escuro!A barraca do Freitas é a melhor!

Anónimo disse...

Óptimo...vou aproveitar para ir no domingo com os meus filhos para verem pela primeira vez a tosquia das ovelhas! É que o seu Avô também era pastor.

Anónimo disse...

pudera a barraca do freitas ser a melhor ele tambem foi o que recebeu mais do gado da serra.....ihih a verdade magoa mas foi poe este senhor e outros que as tradicoes em santana se estao a perder

Anónimo disse...

Parabéns pela iniciativa! Estive lé em cima,estava tudo iluminado e comer e beber não faltou!Abraço aos pastores.

Anónimo disse...

É verdade que dizem que este e aquele receberam muito para acabarem de vez com o gado da serra, mas ninguem tem coragem de apontar as quantias...agora no presente o importante é saber que os pastores ainda existem, pois se não tem gado lá em cima , tem cá em baixo e muitos apreciavelmente ainda não querem deixar morrer a tradição de comemorar as tosquias! É salutar!