26 julho, 2007

Mercado da paragem!

Nem as novas vias de comunicação(via rápida e via expresso) retiraram a vontade e a persistência dos vendedores na berma das antigas estradas regionais. Se lugares existem que não há abrigos nas paragens dos autocarros, noutros existem os abrigos mas faltam os passageiros. De tudo o modo, sempre dá para montar "barraca" e, bem abrigadinhos da chuva ou do sol, vender aos turistas o que esta santa terra, bem ou mal, ainda produz. Depois, chegado ao fim do dia, contar os tostões, arrumar o excedente e abalar à vida de casa, deixando o negócio de porta aberta para outro dia.



Foto Berdades - São Roque do Faial - Julho 2007

7 comentários:

Rodolfo disse...

pois é cada um desenrrasca-se na vida como pode, bons negocios à senhora

Casa do Povo São Roque do Faial disse...

Uma maneira de dar utilidade àquela infra-estrutura . De realçar o facto da senhora não viver em São Roque do Faial, mas ter o cuidado de deixar o espaço sempre limpo. Outros deveriam seguir o exemplo...

Maria João disse...

Gostei imenso deste post: do texto e da foto. Faz-me recordar a nossa terra nos seus genuinos costumes e é disto que deve postar mais vezes.
Muitos parabens ao berdades.

Anónimo disse...

E os passageiros?
Esperam na estrada?

RegiCe disse...

O Pão que ela amassa e vende e delicioso! Aconselho vivamente a experimentarem!

Anónimo disse...

A ideia não é má, mas os clientes parece ser poucos.

Anónimo disse...

bom negócio, este!sem dúvida!uma boa forma de fugir aos impostos...