30 outubro, 2007

Captado na Montra!

Não se pode fazer a tradicional poncha madeirense sem possuir o característico pau de mexê-la. Caralhinho de seu nome (não sei quem inventou e a que propósito) caracteriza-se essencialmente por ter numa das extremidades uma base recortada em forma de 2 estrelas sobrepostas a qual mexe os ingredientes (mel, aguardente e limão) dentro dum jarro.
Dos 3 caralhinhos expostos numa montra na cidade do Funchal, cuja fotografia abaixo retratamos, apenas o do meio retrata o original pau da poncha, pois não tem quaisquer adornos no cabo. Os outros dois, apesar de adulterados, não deixam de ser originais. Deve ter sido um toque de classe do... ar_tesão!

5 comentários:

Rui Caetano disse...

Não há como assumir a tradição, caralhinho é um caralhinho e ponto final.

Homem dos três paus.. disse...

Se o BERDADES disse-se onde fica este estabelecimento, de certeza que aqueles PAUZINHOS iriam esgotar num instante, pois imaginação é coisa que não falta para mexer com os vários paus...

Artesão disse...

Estes pauzinhos, excepto o do meio, tem dupla função na poncha madeirense, especialmente para as senhoras: depois de bem mexida e bebida a poncha, ou melhor, várias ponchas, passam a usar a outra extremidade contrária às estrelas e usam o caralhinho até verem estrelas!!!

Anónimo disse...

Os madeirenses são todos uns artistas. Mas que raio de nome inventram para um pedaço de pau!!!
Ainda por cima parece que adulteram o original, se a ASAE fiscaliza esse estabelecimento vai confiscar esses caralhinhos todos por falta de sêlo de origem.

Anónimo disse...

Já repararam que um dos caralhinhos está quase a tocar no badal do sino? Como tal poderemos dizer que este além de mexer poncha tb toca o sino!