31 janeiro, 2008

O que lhe vai na alma - VIII

GIL CUNHA
A exemplo do nosso 1º convidado e estreante nesta rubrica (Paulo Abreu, ex-treinador da UDS), eis agora outro treinador. É 1º convidado do ano 2008. Gil Cunha, sucessor de Paulinho no comando da equipa técnica da União Desportiva de Santana, é o homem do momento no futebol da UDS, fruto da excelente prestação que a equipa vem realizando na Série E da 3ª Divisão Nacional. Funcionário Público de profissão, exerce actualmente as funções de coordenador do Centro de Abastecimento de Santana (CASAN - Mercado Abastecedor), mas do do seu currículo consta ainda as seguintes actividades: Deputado Municipal, Membro da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens em Risco de Santana e Estudante Universitário. Acedeu de pronto a responder à nossa reportagem, do que a seguir damos-lhe conta.





8 comentários:

Socio da UDS disse...

Sinceramente tava esperando que fosse todos, menos o Gil Cunha! E parece que a entrevista foi feita por encomenda, já que o entrevistador esqueceu-se de lhe perguntar as coisas mais importantes e algumas que perguntou com maior pertinencia ele apenas esquivou-se. Até respondeu a uma questão (travessia no deserto) com uma pergunta ao sr. das berdades!! mas que falta de respeito! Mas vejamos o seguinte:
1º - Há 4 anos foi um anti-formiga branca, quando as eleições deviam ter sido democráticas e não devia ter tomado partido por ninguém e isto o Sr. das berdades nem lhe perguntou! Porque razão?
2º - Fartou-se de dizer mal do clube enquanto não poisou outra vez lá. Como ele próprio refere, era um dos treinadores de bancada que mais criticava "em segredo" tudo e todos quantos colaboravam no clube, inclusivo deixou de falar com o seu compadre que mandava no clube. Isto também o sr. berdadeiro esqueceu-se de lhe perguntar
3º - Duma coisa ele tem razão: existe um treinador de bancada, que se dixzia ter sido vitima de 2 dirigentes anti-formiga branca, e há muito tempo havia feito uma promessa de nunca mais ir ao campo e agora aparece a todos os jogos (cheira-me a esturro, porque esse treinador-bancada parecia de palavra, deve ter alguma na manga ou ainda vai ser director novamente);
3º - Foi um dos primeiros a se manifestar de contente quando o prof. A. Joaquim saiu da direcção mais o Sr. Carlos Abreu comentando sobre este ultimo o seguinte: "Do clube já saiu, falta da banda". O sr. Berdades deveria ter perguntado se o professor ainda sentia essa alegria!
4º - Sobre jogadores da terra esqueceu-se o professor de dizer que se fossem também pagos a preço de oiro como os de fora, eles não saíam de Santana para estudar ou para trabalhar e o exemplo disso é que temos bons jogadores da terra a jogar em equipas de fora, como o "Carlão";
5º - Não foi explicado a história do Paulinho e o professor sabe bem como se desenrolou e agora vem com meiguices; nem falou nem justificou porque passou de adjunto do Paulinho para principal, quando o Paulinho tinha feito um optimo trabalho e deveria ter assumido o cargo como principal porque tinha valor para isso.
6º - Esqueceu-se o sr. berdades de lhe perguntar se as condições de trabalho actuais, com o Dr. Rogério, são melhores do que qunado era o compadre dele a mandar tudo;
Enfim esta fraca entrevista ate se compreende porque devia ter sido feito à pressa porque o compadre judé andava nos preparativos da sua "travassia no deserto" para o julgamento dos compadres (aí saiu-se melhor, não haja dúvida, parabens!).
Chega por hoje, quem sabe não virei cá esclarecer mais alguma coisa, caso este comentário seja publicado, porque o sr. professor já deixou o aviso que não queria ser ofendido. Vamos a ver!
Um sócio da UDS

Anónimo disse...

Boa mesmo, gostei mais do comentario do sócio do clube que da entrevista.
Mas a entrevista nao tira mérito ao sr. treinador porque o trabalho de campo esta a ser feito e muito bem, pois os resultados não poderiam ser melhores. Agora também digo que se não fosse o Dr. Rogério a por ordem no clube e se fosse ainda os outros dois (...) que foram postos na rua a mandar aquilo já tinha batido no fundo.
Mas ainda falta muita coisa a melhorar.
O Gil Cunha soube bem dar a volta às questões e não disse o que "lhe vai na alma" disso nós sabemos. Disse o que convém dizer porque como muitos em Santana, estão comprometidos com o poder laranja e quando assim é tá tudo dito.
Eu também estou nessas condições e como tal também não posso identificar-me.

Anónimo disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOL.(tradução; gargalhada)É só o que me apetece dizer.Terrinha triste.
Mas mais uma coisa, Sr. Marcelino está muito equivocado com as personalidades que entrevista- não lhes tiro o mérito, longe de mim - mas axo que devia entrevistar o primeiro "comentador"aí sim seria uma lavagem de alma... e não só.

Anónimo disse...

Bom dia,
Sem dúvida alguma, era importante saber quem é o primeiro comentador, para entrevistá-lo na próxima. Esse sim é que escreveu o que alguns mal conseguem pensar.
Desta vez o Berdades baixou muito, pois personalidades destas, em Santana e arredores, há para entrevistar todos os dias. A não ser pelo facto de vir da familia que vem, pois é o curriculun que ele tem (poder-de-dinheiro).
Nem sei porque lhe chamam de professor, até agora apenas aprendeu que teve de ir para a Universidade, falta é sair de lá com o canudo.
Mais uma vez apontam sempre o nome do anterior treinador, a que propósito? Nem deveria ser chamado, pois está a fazer a respectiva travessia (com um currículum igual ao do Gil)...
O que até agora, fez a melhor travessia, foi o Compadre Jodé, pelo que tenho visto nos mais diversos meios de comunicação, esse sim foi muito bom (já era de esperar mesmo sem travessias)...
O sr. Gil realmente contorna as perguntas e de que maneira, pelo que muita gente sabe, ainda vai fugir mais depressa do que se imagina, sejam pacientes, porque agora parece que está por cima. "Não há fome que não dê fartura, nem fartura que não dê em miséria"
Um bom ano a todos, cada vez mais com saudades da Madeira.

Sócio pagante disse...

O zé deixou-me entrar pa dizer que o admiro, mas no futebol o berdades já não pergunta aquilo que lhe vai na alma...já na sentença também e apenas por acaso esqueceu-se da critica interna. Ainda vai ter de explicar co mo lhe conseguiram prender o rabo, porque pensavamos que não tinha rabos de palha.
Ta na cara de todos que o berdades deixou de estar ao serviço do povo e que tanto nos orgulhava, para ficar sob as patas do partido.E com grande tristeza nossa parte, porque já nada mais vai ser como era, nem no futebol...

Treinador de Pancada disse...

Ao contrário do que muito se comentou aqui, eu dou os parabéns ao prof. Gil Cunha e ao berdades, pois a rubrica de entrevistas neste blog não prevê que se exclua seja lá quem for. Até parece que só quem é doutor é que pode ser entrevistado! Francamente. Depois as perguntas foram feitas e muito muito elaboradas; as respostas já se sabe que quem responde também se defende e como tal acho uma optima entrevista.
Essa de treinadores de bancada é muito certo e o prof.Gil Cunha tem de ter cuidado porque realmente andam lá uns que se fazem passar por amigos dele mas por trás so deus sabe o que dizem. Alguns até nem iam ao futebol há muito tempo, cuidado com esses!
Parabens pelo excelente campeonato que vem fazendo e felicidades para o resto.

Rita disse...

Lembro-me há uns tempos atrás, quando estava na bancada, de criticar o treinador que devia apostar mais nos jovens de santana, você que está agora do outro lado está a fazer igual. se eu fosse a si apostava mais nos nossos meninos, porque a prata da casa é que nos faz ir ver os jogos e que nos fazem viver o jogo mais intensamente, e que certamente nos dariam um grande orgulho aos adeptos e simpatizantes do clube.

Anónimo disse...

Com a prata da casa faz-se o regional, mas o Inatel e os Veteranos não estão para aí virados, hehehehe

Queremos é espetada e vinho seco...


Um anónimo bastante conhecido...(EU)