14 fevereiro, 2008

Dia de Santo, das paixões...comerciais!

Hoje apetecia-me bem fazer um poema. Acho que era o ideal para este blogue sair da rotina.
Mas logo pensei: dedicado aos namorados ou ao São Valentim? Ah, não sei, não invento. Falta de jeito também, lá isso é verdade. Se quando era jovem por esta altura do ano ia às Irmãs Paulistas comprar já feito, impresso num postal, porque raio havia hoje de "macacar" o juízo a escrever palavras finas e carinhosas? E depois, se o fizesse dedicado aos casalinhos o Santo poderia ficar ciumento. Não quero chatices com S. Valentim, ainda me manda afincar uma seta nas costas!
Mas não, não me meto nisso. Isto é um blogue tipo mercearia, portanto, nada de grandes superficies.
Ainda por cima, no dia de hoje não se comercializam poemas! Vendem-se sonhos cor-de-rosa, tipo equipamento alternativo do Benfica - apenas sonhos!
Vendem-se perfumes, flores, lingerie, etc. Ah, e daquelas almofadas vermelhas em forma de coração com dizeres carinhosos para o resto da vida. Sim, para o resto da vida da... almofada!
Nem tudo é vendido: segundo esta noticia, todos os namorados hoje têm quase tudo de borla em... comunicações!
Foi à procura de mais borlas, mas não encontrei, nem aqui !
Feliz Dia oh namorados!

2 comentários:

CF disse...

Tá muito melhor que alguns poemas.
Gostei imenso do texto, mesmo ao jeito do Sr.Marcelino, só mesmo ele e o comapdre Jodé para estas coisas.

Julieta disse...

Que o São Valentim acompanhe o compadre jodé amanhã sexta feira de modo que eu posso ouvi-lo na antena 3. De certo que vai falar do dia dos namorados.