18 março, 2008

Desemprego "licenciado" na R.A.M.

Foi ontem noticia no JM e os dados são do Instituto Regional do Emprego, onde refere que 577 licenciados estão desempregados na Madeira!! Não deixa de ser preocupante numa Região tão pequena como a nossa haver tanto licenciado no desemprego. Os tempos são de crise e agora imaginemos os que nem aos estudos ligam!
Que futuro? Este, o desafio que lançamos aos leitores "berdadeiros" após analisarem os dados abaixo, transcritos do JM.

Número de licenciados desempregados (por curso)

CURSO - Total - %
ECONOMIA E GESTÃO - 81 - 14,0%
ENGENHARIAS -
65 - 11,3%
SERVIÇO SOCIAL E EDUCAÇÃO SOCIAL -
43 -7,5%
BIOLOGIA / BIOQUÍMICA -
36 -6,2%
LÍNGUAS E LITERATURAS -
34 - 5,9%
ENFERMAGEM -
32 - 5,5%
PSICOLOGIA -
31 - 5,4%
CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO E JORNALISMO -
28 - 4,9%
ARTES PLÁSTICAS / DESIGN -
24 - 4,2%
SOCIOLOGIA -
21 3,6%
DIREITO -
19 - 3,3%
PROFESSORES DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO -
16 - 2,8%
EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA -
15 - 2,6%
GEOGRAFIA -
14 - 2,4%
CIÊNCIAS POLÍTICAS E RELAÇÕES INTERNACIONAIS -
11 -1,9%
EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTO - 11 - 1,9%
FÍSICA E QUÍMICA -
11- 1,9%
TURISMO -
10 -1,7%
CIÊNCIAS DA CULTURA -
9 - 1,6%
FISIOTERAPIA -
8 - 1,4%
ARQUITECTURA -
8 - 1,4%
CONSERVAÇÃO E RESTAURO -
6 - 1,0%
MATEMÁTICA -
6 - 1,0%
MEDICINA VETERINÁRIA -
6 - 1,0%
CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO -
5 - 0,9%
HISTÓRIA -
5 - 0,9%
RELAÇÕES PÚBLICAS, PUBLICIDADE E MARKETING -
5 - 0,9%
OUTROS -
17 - 2,9%
----------------------------
TOTAL - 577 - 100,0%

6 comentários:

Duarte Gouveia disse...

É inteligência em stock prontinha para ser exportada.

Exportar inteligência não era um dos objectivos do programa de governo?

Bragado disse...

Pelo menos podemo-nos gabar de ser os desempregados com mais habilitações!!
Depois existem aqueles com canudo que não se sujeitam a nada, querem é emprego.
Pelos vistos os desempregados desta estatística são aqueles que não votam nem dão a cara pelos laranjas, ou não conseguíram cunhas.
Para satisfazer estes doutores só se aumentasse o quadro da Câmara Municipal de Santana e aí já cabiam todos.
Ainda há dias vi no Jornal da Madeira uma foto de família - colunas sociais - referindo ser "Jantar dos funcionários do Ambiente da C.M. Santana", credo eu nem sabia que aquela câmara tinha esse departamento; depois também só conheci lá uma pessoa!
Mas o Jornal cá conhece melhor que os habitantes locais.

John New disse...

Realmente, nem todos os que têm canudo têm muita vontade de sujar as mãos. Para alguns TRABALHAR é indigno de um licenciado. Mas com jeitinho lá vem o subsídio da praxe.

Anónimo disse...

Há que guardar as vagas para os familiares que irao sair com os seus canudos.Deverão sair mais bem preparados sabe Deus!!!!!!

Anónimo disse...

Para os Lecenciados desempregados, mesmo que não vejam no fundo do túnel nenhuma luz. Acreditem em vocês não desanimem tentem fazer alguma coisa se poderem invistam procurem outras saídas honestas tenho consciencia que não há muitas mas procurem outros sítios, Países, sabemos que santos de casa não fazem milagres. ESPERANÇA é a última coisa a morrer, não baixem as maõs, mesmo que às vezes nos tentem derrobar!Força! Voces podem! Vão à luta! Lembrem-se que a felicidade está dentro de nós somos nós que a construimos.BOa Pascoa.Desejo melhores tempos para todos.

Rodolfo disse...

Pois.. secalhar muita gente pensa que um curso impede de trabalhar onde so trabalha quem nao tem curso...mas quando a fome apertar mudam de ideias... como andavam aí ucranianos medicos a trabalhar nas obras, e aposto que estavam contentes por poder ganhar dinheiro..
Mas tambem a culpa nao é so dos desempregados...
Outra coisa, acho mal terem englobado todas as engenharias num só... ainda por cima hoje em dia que cada dia se inventa uma nova..
Vamos esperar que venha pra Madeira um milionario fazer disto um centro de produçao industrial para empregar 1000 pessoas... (NOT)