11 maio, 2008

Carta dum leitor.

Recebida por mail na passada sexta-feira, de um assíduo leitor das nossas berdades, devidamente identificado e com pedido de publicação aqui. Hei-la acompanhada de foto:
"No dia 5 de Maio aconteceu uma cena caricata numa viagem de autocarro entre Viseu e Castelo Branco. Depois de alguns quilómetros na A25 acontece que o condutor do autocarro pega no microfone e chama atenção de um passageiro nas seguintes palavras “ jovem meta o pezinho no local correcto”, repetindo estas palavras pelo menos umas 3 vezes, de repente este pára o autocarro na berma da auto-estrada, derigindo-se ao mesmo passageiro (que estava a dormir) dizendo as mesmas palavras referidas em cima, derigindo-se novamente ao seu lugar. Minutos depois atende o telemóvel (como a foto indica) e fala durante uns 10 a 15 minutos. Que moral tem este condutor para alertar um simples erro de um passageiro, tendo cometido um erro muito mais grave, onde este tinha em mãos a vida de pelo menos de 50 pessoas. Enfim é esta a responsabilidade de um condutor de autocarros?"

7 comentários:

Anónimo disse...

pois.... é isso e às seis da manha entrar num taxi para vir para casa e olhar para o ponteiro e ver o taxi a andar a 160 km/h na circunvalaçao no porto... uma estrada onde o maximo é 50 km /h estes nossos caros taxistas nem cumprem o triplo do limite

João M. R. Alves disse...

Quem manda ser do Norte Carago...

antonio martins disse...

pois é,,se for eu a fazê-lo de certeza sou despedido,,,um conselho,quem tem amor á vida,quer dinheirinho pros gastos ,nâo faça o que este senhor fez,,,,,

antonio gouveia disse...

biba carago pa

Anónimo disse...

Péssimo comportamento. Infelizmente é o que mais se vê hoje em dia!!! e o pior de tudo é que quase que é normal e nínguém leva a mal. Pergunto: iam pelos menos 50 passageiros no autocarro certo?! Algum deles confrontou o motorista e chamou-o á razão?! Não!!! pois é o que penso que aconteceu. É por isso que continuam a fazer destas coisas e tudo o mundo acha mal mas na hora certa ninguém faz nada por isso torna-se banal é quase normal atitudes destas. Infelizmente é este país que temos. ...

Francisco Vasconcelos disse...

...será que já fizemos igual alguma vez?!
...por exemplo, alertar os alguém que não pode comer dentro do carro e depois atender um telemóvel?!
...será que nunca...?!
Claro que o gesto do motorista não será o mais digno mas, o pior é que somos todos iguais, só havendo variação de opinião dependendo do lado da moeda em que estamos numa determinada altura.

Anónimo disse...

...é moral de quem é inrresponsável a situações que podiam acabar com muitas vidas!!! enfim,inrresponsável!!!