24 julho, 2008

Santana colorida!

Foi tema de capa ontem no DN e pela negativa, achamos nós. A noticia [ler aqui] revela a intenção da Câmara Municipal de Santana proceder à revisão do PDM local e ao que parece, segundo a noticia, a maior preocupação do Sr. Presidente é de mandar fazer um PDM onde contemple menos áreas verdes. Mas como, senhor presidente?! A justificação da cartografia desactualizada (de 1992) usada no actual PDM não é motivo justificativo para tal. Se quer acabar com a área de espaços verdes na planta de ordenamento basta que para tal renuncie à sua legitima propriedade e entregue-os aos concelhos vizinhos, delimitando os espaços físicos da parte do património mundial que ainda possuímos - A Laurissilva!
Precisamos duma revisão do PDM mas não para diminuir os espaços verdes, que ainda é o que de melhor temos nesta terra, mas sim para melhor preserva-los. Precisamos duma revisão do PDM sim, mas para disciplinar o ordenamento duma cidade que cresce a olho nú desorganizada.

6 comentários:

Anónimo disse...

Mas afinal para que é necessário o PDM? Pois cada um constrói consuante os conhecimentos ou influências que têm na Câmara.
Veja-se o Edifício onde está a Nova Farmácia, ou onde está o BES, o Sá, o Futuro Centro qualquer coisa /junto ao Sá.
Quais as regras de afastamentos? Quais os limites? Qual quê PDM? e isto para não falar em muitas e muitas moradias que vi bem antes de vir para cá...
Admira-me sim é o porque falar isto no DN, pois não produz efeito prático nenhum. Ou é uma forma de ir à 1.ª página, ou é alguma forma de justificar mais alguma contratação manhosa (a empresa que vai elaborar o PDM), pois assim justificam-se mais uns milhares, quando a Câmara deveria ter técnicos capazes e competentes.

3RRR disse...

Esta notícia vai de encontro a outra publicada há pouco tempo sobre a Calheta em que Jaime Ramos dizia que o futuro da Calheta é o Turismo (ou não houvesse interesse em vender cimento para construir hotéis).
Por favor não estraguem a ilha.

Anónimo disse...

Numa epoca em que todos nós deveríamos ter cuidado e preservação com o meio ambiente dizem que santana tem verde a mais?! Concordo com a reportagem no berdades : Precisamos duma revisao do PDM sim, mas disciplinar o ordenamento duma cidade que cresce desorganizada"

Anónimo disse...

Pois eu acho que o presidente tem razão.então não será verdade que se os senhores da Câmara mandarem cortar o silvado, a carqueja,as infestantes que rodeiam a cidade de Santana,embora fique com verde a menos fica melhor e menos poluída?
Embora menos verde fica mais limpa e menos pesada.
Pois embora o mamarracho que fica em frente a camara não tenha sentido, ainda assim fica melhor na foto do que esta triste realidade que é o centro de santana.
Por isso apoio em 200% a retirada de muito verde de Santana

Carqueja disse...

Costumo passar por aqui e vinha achando que o Berdades estava a tomar uma posição muito institucional, promoção de eventos e promoção de alguns. Mas afinal ainda há espaço para estas manifestações que faz neste post, e ainda bem! Não acho que tenha de ser do contra, tem de ser natural, como era no início. Parabéns desde já!
Em relação à notícia, as afirmações do Sr. Presidente da Câmara são precipitadas, só as posso entender assim, apesar de já ter lido em outro jornal, que entendia que a cidade devia perder o seu cariz de ruralidade e ser por assim dizer “mais urbanizada” !?
Todos se lembram de ver as imagens de Portugal no Euro 2008, de ver as cidades suíças e austríacas bem integradas no espaço natural, com grandes áreas verdes, as casa com jardins e espaços nos arredores com largos jardins/relvados, entre outros pormenores onde se privilegia a natureza. Coitados são uns infelizes, não sabem os suíços e austríacos o que é uma cidade!
Com certeza virão a Santana daqui a uns anos ver.
O que Santana precisa é de equipamentos: parques infantis, lares de idosos, espaços de usufruto comum que não sejam revestidos a alcatrão ou cimento, isto no centro da vila, pois fora temos as Queimadas, o Pico das Pedras, outros; sítios que quem dera a muitas cidades terem....por vezes os cidadãos é que nãos os valorizam também.
Já agora a Câmara se quer ter um papel a sério no ordenamento, para quando impor as leis e obriga/impõe a quem constrói o respeito pelas distâncias à estrada e até mesmo às construções vizinhas? Um fulano faz uma casa e enche todos os arredores de cimento e alguns até com entradas em alcatrão!
Podia começar por não deixar construir alguns mamarrachos que já se vão vendo. Isso sim é que seria um bom ordenamento e uma eficaz valorização da cidade, sempre com a protecção e promoção dos espaços naturais. Por vezes o trabalho é de cada um de nós, mas neste caso com afirmações destas. Se o Sr. Presidente queria dar a Santana um espaço urbano, podia ter colocado na zona mais central o parque empresarial, e com todas as empresas que entretanto lá surgiram já se tinha uma cidade e pêras.
Desculpe lá Sr. Berdades, mas tinha de dizer isto...tudo.
Podia ter abreviado e só ter feito o que fez, uma referência à Laurissilva, só isso chegava. Tomara muitos locais ter no seu território Património Mundial, nós temos! Mas, nem um guia de fauna ou flora existe promovido pela Câmara, temos levadas e outros percursos, nem um roteirozinho existe no posto de Turismo! Onde estão os nossos vereadores de Cultura/Ambiente? E o que fazem? Temos moinhos de água, serras de água, fábrica de velas. Equipamentos únicos (!!!) na região, o que fazem por eles? Nada!!! Valha-nos aquelas 3 casas de colmo junto à câmara...

antonio martins disse...

SR. Presidente da cãmara de Santana,por favor não tire o verde original que temos no nosso concelho..a cidade tem de crescer mas não de qualquer maneira. no século 21 temos de pensar no futuro,,já não pode haver desculpas para obras que não integram com o verde da nossa terra,,é melhor crescer devagarinho mas com organização,,temos espaço pra tudo e mais alguma coisa sem manchar com a nossa natureza que a muitos faz inveja...