21 agosto, 2008

Eç(ss)a de... Queiroz

Carlos Queiroz entrou com o pé direito! Pudera!
Não sei como não escolheram as Ilhas Selvagens ou as Desertas para a estreia de Carlos Queirós! Talvez fosse melhor que as Faroe!
Foi a única vez na vida que fiz uma promessa por causa do futebol: Não ver aquele jogo da selecção Portuguesa. Dito e feito. Aliás, cumpri à risca.
Sei que foi a brincar, mas a brincar foi a escolha daquela selecção para adversária portuguesa, com todo respeito que tenho por insulares, como eu. E, depois, hoje não se fala noutra coisa na imprensa, como se aquela vitória fosse diante do Brasil ou da França. Francamente, esta Federação Portuguesa de Futebol começa bem no apuramento de... Queiroz.
O outro Queiroz, o Eça, dizia em relação ao governo:
"Este governo não cairá porque não é um edifício,
sairá com benzina porque é uma nódoa" (in O Conde de Abranhos).
Se lhe pedissem para escrever sobre a FPF agora governada por este presidente, escreveria a mesma coisa com uma pequena excepção: substituía a palavra "governo" por "Gilberto Madail".

1 comentário:

Anónimo disse...

NEM NA MORTE

Foi criada uma onda de solidariedade para ajudar a mãe da criança de oito anos, que morreu de múltiplas picadas de vespas, de modo a poder-se contribuir para pagar as despesas com o funeral e auxiliar aquela família carenciada.
Mas que Estado é este que nem permite que se possa morrer e ser enterrado com o mínimo de dignidade?
Aqui fica o NIB da mãe: 003503950000317500033

in http://besoirar.blogspot.com