09 dezembro, 2008

Santana no "rabo da lancha"

No dia 6 deste mês (Quinta-feira passada) o treinador da equipa Sénior da U. D. Santana, lamentava-se por escrito, numa crónica publicada no Diário de Noticias da Madeira, sobre as condições péssimas que o Campo Municipal de Santana (Manuel Marques da Trindade) apresenta em relação a muitos complexos desportivos que tem visto pelo continente português.
De facto, apreciei e concordo com o seu ponto de vista . Também, por diversas vezes, o fiz sentir, mas sem necessidade de comparação com outros locais.
Da conclusão que cheguei, ao ter lido a crónica do mister, foi que Santana, como de costume, está sempre no "rabo da lancha" [expressão popular para designar último lugar; atrasado] e quando toca a complexos desportivos só mesmo depois de cair de podre é que serão remodelados. Veja-se o caso do Pavilhão com sinais de clara deterioração e nada feito!
Quando há 22/23 anos atrás pratiquei futebol nas camadas jovens da UDS já andávamos no "rabo da lancha" em tudo: era na classificação (1º jogo de camadas jovens, em Juniores, C.D. Nacional 18 - U.D. Santana 0); e até nos equipamentos, pois quando chegávamos ao Campo do Liceu toda a gente já sabia que o Santana acabara de entrar nas instalações: 2 jogadores carregavam às costas os "sacos de plástico": uma com a "farda" e a outra com as botas!, tipo sacas de "semilhas" para o mercado! Ah, e ainda havia outro jogador com o garrafão de 5Lt na mão (sumo Tang, lembram-se?).
Eram outros tempos, eu sei, mas já nessa altura os jogadores da maior parte das equipas já ostentavam cada um e com "cagança" o seu cesto individual e suas botas!
Mas nem tudo são lamentos, mister Gil Cunha: à excepção disto, salva-se o Campo de Ténis da U.D. Santana que muito bem poderia ter referido e comparado na sua crónica com muitos outros do continente português! Ah, pois, nada tem a ver com futebol. Fica para a próxima, quando o clube abrir a modalidade!
***
Para quem não leu a crónica eis abaixo o seu conteúdo, tirada daqui:
"FUTEBOL E OUTRAS COISAS
Ao percorrer algumas zonas do País, para disputar o campeonato da 3ª divisão no ano transacto, constatei que os poderes políticos das zonas visitadas, nomeadamente as Câmaras Municipais, fazem investimentos elevados na área desportiva, com a construção de espaços para as mais diversas modalidades, mas sobretudo no futebol. Elvas, Cartaxo, Bombarral possuem espaços recentes ou recentemente remodelados. Este ano a realidade vivenciada é outra, na zona Norte. Aqui a situação é um pouco diferente, sobretudo na qualidade dos pisos, todos de relva natural, mas os investimentos continuam, como sejam os casos do moderno estádio do Amarante ou do complexo exemplar do Penafiel, onde apesar da sua boa qualidade se vai proceder à construção de um novo estádio, em parceria com entidades particulares. Para quem, como nós, possui um campo ultrapassado nas condições e sem qualidade, quer para praticantes quer para a assistência, a constatação das realidades dos outros causa-nos alguma 'inveja' e, ao contrário do que se apregoa por cá, os investimentos (avultados) também acontecem do outro lado. Afinal também há apoios! Entre nós, as novas construções, remodelações de campos e estádios têm estado focalizadas noutras zonas, por isso deverá ser agora possível proceder-se a uma intervenção de fundo no campo Manuel Marques da Trindade, em Santana, porque o seu estado é obsoleto e também porque a população deste concelho o merece. Por tudo o que tem feito e quer continuar a fazer.
Bom Natal."

10 comentários:

Anónimo disse...

Já agora que li a crónica, será que o MISTER já antevia a classificação nesse dia , que após o Espinho iria ficar quase no "rabo da lancha"?. Mas do pouco de conheço de futebol ele que me desculpe "se é que ele queria se desculpar" mas não são as condições do campo de Futebol de Santana que fazem os resultados.Também sei que "sem ovos não se fazem omeletes" mas ovos ele tem e muitos, não faz omelete porque não os sabe partir... é preciso tirar a casca,Mister.,e ter força no pulso para os misturar.E já, agora deixe as instalações e use o material que por sinal é bom ...mas quem não sabe a mais não é obrigado.
Mister já foi destituído do seu posto ... técnico de futebol? Passou a técnico de instalações?

silvia_vdfr disse...

Santana... e temos de dizer "cidade" !! Nem sei o que dizer... é triste de vêr que esta tudo sempre na mesma, não so em Santana, mas na Madeira ! E logico que o Campo Municipal... ja não é campo, é assim... um pedaço de terra que precisa de um ciclone para ser mudado !!! Os complexos desportivos na Madeira são (não é facil encontrar adjectivos...)... lamentaveis, um escândalo !! (e em Portugal deve ser igual). O problema disto tudo é, em 2 palavras : estradas e tuneis ! A politica regional ja nem é politica... o bem-estar do povo é facultativo, o que é importante é alcatrão e cimento ! As prioridades não são as mesmas... Fazendo um parêntesis neste post desportivo, a saude também é miseravel na Madeira !!! Acabei de lêr um artigo via um link aqui no Berdades que é chocante : 500 pessoas esperam por cirurgia no serviço de ortopedia... Sendo ortopedista, acho tudo isto miseravel sabendo que uma cirurgia de 5 MIN (para as pequenas cirurgias é claro) é suficiente para fazer re-viver uma mão, um pé... Isto é uma tristeza que me revolta imenso ! Certas pessoas brincam com a saude dos outros... com a vida desportiva do povo... com a minha paciência lol ! O que podemos fazer ?? Uma revolta ??? Uma revolução ?? Mais um 25 de Abril ??? E preciso mudar muitas coisas... mas primeiro, é preciso definir o que é importante, vital !
Bem, este post ja parece um testamento... fico à espera de lêr os proximos épisodios do Berdades !

Anónimo disse...

É só futebol e só futebol! Francamente, so pensam em restaurar complexos desportivos porque desporto é importante e tal evita os miudos da droga... TRETA!!! Pessoal do desporto são os piores drogados! Mas agora falar em investimento cultural, uma biblioteca ás moscas, a falta de um museu sobre Santana, porque sim, a vida não é so futebol e os turistas quando vão a Santana so vêem as "casinhas" e as Queimadas (isto é se conseguir dar com elas) e algo que mostra o melhor e as histórias e lendas de território tão pequeno mas cheio de contos! Como contar a turistas do norte como foi ocupada a Madeira, especialmente o norte, inacessivel no século XV por terra? Como contar aos turistas o porque de Santana chamar-se Santana e o porque da forma peculiar das casas de colmo serem assim? Isto tudo devido a uma falta de originalidade de ideias e de planeamento, em que o comum habitante não beneficia do turismo, mas não, o que é bom é futebol e Fátima, parece que em Santana falta o "Fado".

bragado disse...

Até que enfim o blogue abriu a boca para a verdade!
Foi preciso o prof. Gil Cunha "chorar" no Diário senão não havia um post como devia ser no berdades.
Mas uma coisa é certa: o dinheiro que era para remodelar o campo de futebol estão aplicando em jogadores de fora, não verdade? Se a câmara é que paga tudo vai daí este meu raciocínio. Por isso penso que o prof Gil Cunha não devia sequer ter tocado no assunto.

Anónimo disse...

Enquanto outras camaras do país e também da Região (Funchal, Machico,Porto Santo etc)preocuparam-se em criar infraestruturas desportivas para toda a população,a Camara de Santana resolveu apoiar jogadores de fora e profissionais que levaram o dinheiro todo,devido à má gestão dos dirigentes.Portanto não se queixem Precisamos de mais um campo para treinos,um ginásio e uma lavandaria junto ao Campo de Santana.Força Gil Cunha

Santaneiro de gema disse...

Quem lê a crónica do treinador de Santana até pensa que as Câmaras do Continente gastam mais dinheiro com o desporto que a Câmara de Santana!! Mas o treinador de Santana deveria era quantificar os custos que a CMS gasta em prole do Desporto então para ir escrever as asneiras que escreveu no DN! Aliás bastava que ele escrevesse quanto gasta a CMS para a UDS: subsidio mensal, gasóleo, oficinas, motoristas, e...mais não digo!
Se alguém souber o valor real que venha cá dizer e depois vamos ver se esse dinheiro não dava para alargar o campo de futebol à medida do treinador de Santana.
Quanto ao Campo de Ténis acho que nada há a apontar porque a CMS nada gastou com tal obra mas sim o IDRAM e se não existe modalidade no clube é porque os sócios não querem e o sr. Berdades que moral é que tem para falar em tal se nem às assembleias do clube aparece? Lá foi o tempo que ainda abria a boca mas cedo calou-se, pudera a formiga branca no inverno hiberna!
Bom Natal a todos especialmente ao blogue que parece querer aquecer neste Natal e ainda bem, já se tinha saudades.

Anónimo disse...

excatamente o santaneiro d gema tem toda a razao.. com o dinheiro que a camara gasta com a UDS podia-se fazer outras coisas bem mais uteis para santana .. mas a cultura dos senhores da camara e so futebol nao ha nada a fazer ..

Alberto Mendonça

Anónimo disse...

O Sr. Gil Cunha não deve ver a "Liga dos últimos", onde está representado o nosso Portugal profundo. São poucos os que se queixam das condições miseráveis dos seus campos de futebol, e tenho a certeza que os municípios locais não gastam uma décimas do dinheiro que o de Santana gasta com o futebol.

Anónimo disse...

Em Santana tudo é peculiar...tudo faz falta quando não há !! quando é feito está a mais, não há tempo, foi dinehiro jogado fora e mais e mais...A piscina está às moscas, mas muita tinta correu quando não foi construida...por isso em Santana tudo
é passageiro.

antonio martins disse...

GIL CUNHA JA NAO E TREINADOR DA U.D.SANTANA,,seria por causa desta cronica? pois e,acontece,foi dizer mal das instalacoes da equipa e claro,alguem mordeu-se e toma la,vais pro meio da rua...infelizmente em santana,na madeira e assim,embora tenhamos razao nao se pode reclamar senao fica sem emprego.nada muda...