15 janeiro, 2010

Distinção arquitectónica!

Não se pode dizer que a cor rosa não esteja bem enquadrada no edifício! Até conjuga bem entre o amarelo e o tijolo! Mas as portas é que foram mesmo bem conseguidas, num enquadramento perfeito que se uma baixasse a outra levantaria! Mas, assim, é que está mesmo jeitoso, caso contrário esta casa não seria tão admirada! Vale, pois, a distinção BERDADES para este fim de semana, para o qual fazemos votos que  seja excelente para todos vós.

22 comentários:

Hyndra disse...

É difícil compreender as noções de estética de algumas pessoas! :-D

silvia_vdfr disse...

De facto a cor rosa não esta mal... e as portas estão a gosto de grandes e pequenos !! Tudo é questão de equilibrio ! Bom fim de semana(para quem não trabalha !!).

Bloguótico disse...

LOOOOL....

... eu diria é que o próprio edifício não está enquadrado!! :D

catwoman disse...

Acho que as portas dizem de quem lá mora: 2 tamanhos, bem diferenciados :).
Bom fim-de-semana.

Bells disse...

LoooooooooooL

Na terra da minha avó as portas ainda são mais caricatas. São no primeiro andar e dão para a rua. Mas não há escadas nem varanda...

Beijinho

Manuel Cardoso disse...

Fantástico!
Ainda hoje ouvi dizer que a arquitectura contemporânea tem falta de criatividade e que já não há génios. Se tivesse visto esta foto antes teria argumentado: Como não há génios??? Acaso conheces a famosa casa cor de rosa das portas desnivelas?
Qual Souto Moura, qual Taveira!!! Isto é arte contemporânea do melhor quilate!

Maria disse...

Lindo lindo!!

Mas esa casa está incompleta, falta-lhe um varandim. É uma porta de uma varanda. Estão à espera de um subsidio para pagar ao serralheiro.

Beijos
Maria

Rosana Mauro disse...

Olá,

hahahah.......fico pensando como alguém faz para entrar nessa casa, tem que pular para conseguir entrar por essa porta suspensa, rrsrsrsrs.. Muito bom.

Ps: também respeito quem come carne, rs.

Abraço,

Mona Lisa disse...

Olá

Dei uma vota pelo teu blog e gostei.

Voltarei para o ler com mais pormenor.

Quanto à porta talvez evite as idas ao ginásio,fazendo a vez do step...
Gostei da foto. Original, sem d+uvida.

Aqui ,em Santo Tirso, o Mosteiro de São Bento tem uma janela desnivelada que tinha como função servir de balcão onde os frades apoiavam a panela para distribuirem a sopa aos mendigos.

Conheço a Madeira. ADORO-A.

Bjs.

Lisa

Daniel disse...

Até pode ser uma grande janela...
E esta Heii...

Bloguótico disse...

Uma dúvida quanto a este post: será que quem ali mora utiliza aqueles escorregas insufláveis que vemos nos aviões, para sair de casa?!! LOOL

Já agora, a tua observação sobre o "Conto de Reis" anda nas bocas dos seguidores do "crónica"... ao ponto de me ver obrigado a intervir, para "impor" algum rspeito!! LOOL

maria teresa disse...

Impõe-se pela diferença... é esperta!
Abracinho

Bloguótico disse...

Silogismo rápido:

- são 00:56 horas;

- já é dia 16/Janeiro;

- Logo... parabéns, caro aniversariante!! :D

"Berdade" ou Mentira, Berdades?!! LOL

ideiasempostit disse...

O que não alta por aí é originalidade nas construções! :D

ideiasempostit disse...

Ah! Só mais uma coisinha: só para dizer que gostei muito deste plog, já sou seguidora e voltarei cá mais vezes de certezinha! ;)

KG disse...

O nível da casa deve estar alinhado com a de sua esquerda!
Só pode! rsr

Boo disse...

depois de uma breve análise, concluo que a porta está bem! a estrada é que resolve ter um acentuado! portanto, para mim a culpa é apenas da estrada que resolveu fugir ;)
beijinho e bom fds

MM disse...

Há gostos e tamanhos para tudo! ;P

Luzinha disse...

Novidades que tanto anseiam: http://sluzinha.blogspot.com/2010/01/telejornal-noticias-noticiosas.html

Berdades disse...

BLOGUÓTICO:
Nada mais berdade e a descoberta deve ter sido por acompanhar um comentário "berdadeiro" onde a isso fiz referência!
Obrigado!

João M. R. Alves disse...

Se houver uma enxurrada, estão salvos...

Ceregi disse...

Temos aqui um perfeito exemplo de uma casa adaptada às alterações climáticas que tanto se apregoa! Então vejamos: na época de seca entramos pela porta mais baixa; na época de cheia, o barco atraca junto da porta mais alta!