21 fevereiro, 2010

Madeira de LUTO.

Esta "mercearia" está apenas de meia porta aberta como sinal de luto  e de solidariedade, para todos aqueles  que, de alguma forma,  foram atingidos pela tragédia que no dia de ontem assolou a nossa Madeira.
Às famílias enlutadas o Berdades apresenta as mais sentidas condolências.
A todos quantos partilharam, ou quiserem partilhar, a solidariedade com a Madeira através destas BERDADES, a administração deste espaço agradece.

8 comentários:

elsa disse...

Que a tragédia de hoje

Seja um motivo

De união e solidariedade

Para os que choram

Os que viram partir entes

Os que perderam parte de uma vida.

Que a força de ser ilhéu

Seja agora sentida

E levada adiante

Para construir o que desabou

E honrar os que partiram.

Mais que nunca a Madeira

Tem de mostrar a sua garra,

Chorar o seus mortos

Cuidar dos seus feridos

Abraçar os angustiados

E unir as mãos

E reconstruir-se de novo.



20 de Fevereiro 2010


http://tudoempalavras.bloguepessoal.com/



:-(

delia bardache rodrigues disse...

tenho muita peina prara todos os portugaiss que tem a sofrer.eu tenho uma irma que mora no funchal mais non sei onde que mora elizabete ela e du porto da cruz .eu so delia da franca .muita corage para todos

Bloguótico disse...

Partilho da mesma solidariedade, naturalmente!! :|

Nirvana disse...

Gosto muito da Madeira "a ilha das emoções", como lhe costumo chamar. As imagens eram avassaladoras. A solidariedade e dor partilhada aparecem espontanea e imediatamente. Agora é olhar em frente. Reconstruir.
Abraço

silvia_vdfr disse...

E terrivel vêr a nossa ilha em plena tragédia !! Terrivel ainda este sentimento de impotência diante esta catastrofe...
Sei que neste momento dificil as palavras pouco confortam mas, expresso aqui as minhas sinceras condolências as familias. Desejo à MADEIRA força para continuar... Abraço e beijinhos.

Ceregi disse...

Também quero me solidarizar com todos os que estão vivenciando momentos difíceis de dor e desalento, de incógnita e angústia(por não saberem notícias dos seus entes desaparecidos, etc.)que se vivem nesta fase pós tragédia...
Às famílias enlutadas expresso os meus pêsames.

lucas disse...

Desde já as mais sentidas condolências para todos aqueles que perderam entes queridos.
Outro voto é para que todos ou outros ilhéus cuidem dos vivo e dos desamparados, para que de alguma forma se menorizem as suas perdas.
Tenho esperança nos meus conterrâneos para dar a volta a esta tragédia, e mostrar, mais uma vez a força do madeirense.
Aqui à distância faço votos de esperança a todos os madeirenses que passam por momentos de dor e desespero e acreditem num amanhã de sol no horizonte.

César Ramos disse...

Já cheguei tarde ao blogue para comungar nesta União de sentimento.
Porém, uma dor ferida de morte desta forma, não tem prazo para nos
juntarmos!

Recito o que a ELSA escreveu, como uma Oração de nós, humanos, que nos sentimos esquecidos por Deus e pela Natureza!

A nossa Força também é Deus, e Natureza!

Juntos, vamos conseguir, até para honrar os que partiram (...)

César Ramos