02 fevereiro, 2006

Mais ou menos 500.


O Presidente do Nacional, Engº Rui Alves foi condenado, além de multa, a uma indemnização de 3500€ ao Presidente do Marítimo.
Foi o que lhe custou chamar ladrão, por suposta divida de um luxuoso relógio, após um derby regional numa competição nacional.
Segundo declarações dos principais intervenientes no processo, ambos já manifestarem intenção de recorrer da sentença, o que não espanta nada em relação a quem foi condenado.
Mas já no caso do ofendido o “Berdades da Boca P’ra Fora” antecipa-se ao mandatário judicial do Presidente do Marítimo e pode garantir que o motivo principal do recurso do seu constituinte resume-se essencialmente ao valor da indemnização fixada (3500€).
Há mesmo quem afirme que o Sr. Carlos Pereira sente-se novamente ofendido com o montante indemnizatório fixado na sentença, pois exigia que o valor deveria ser fixado em números redondos e como tal não aceitará os “quebrados”, que no caso concreto são QUINHENTOS!
Faça-se justiça por arredondamento!

Sem comentários: