02 fevereiro, 2007

Esperteza saloia.

Foi noticia no jornal "A Bola-Suplemento Madeira", do dia 29/1/2006, mas só agora o Berdades teve conhecimento da mesma, pelo que aqui posta o recorte da dita.
Mas que "trapalhança"!

11 comentários:

Anónimo disse...

Que vergonha!...E segundo parece os responsáveis eram professores, que grande formação sim senhor têm estes senhores professores, com educadores destes vamos longe.(Se algum desses miudos for aluno desses professores e tiver a brilhante ideia de abandonar a aula quando algo lhe "cair" mal queria estar lá para ver ..) Mas já agora os miudos deviam estar a ganhar...para os adversários se preocuparem.Senão aposto que poderiam ser iniciados que passavam despercebidos.Já agora no celebre jogo onde entrou o "51" alguém do Santana confirmou se era iniciado...

Anónimo disse...

Algum tempo atrás o berdades alertava para a falta de acompanhamento aos jogos dos escalões de formação, por parte dos dirigentes recentemente eleitos.Na altura a justificação que se ouviu,por parte dos mesmos,era de que ainda não tinha sido feita a distribuição dos pelouros,como se isso servisse de desculpa.E agora? Qual a desculpa que se segue para justificar atitudes destas,onde o nome do clube,da cidade,da própria população aparece na comunicação social,pelas piores razões,sendo motivo de chacota de todos.Como se pode explicar a miúdos no início das suas carreiras,a forma como foram marginalizados e colocados fora da competição? Será que o dirigente que só lá foi buscar o filho,não poderia ter ido também mais cedo,feito o papel que lhe competia evitando o sucedido?
Para aqueles,aqui neste blog,que tanto defenderam a tese que bastavam os treinadores e os motoristas,depois de mais esta bronca,ainda pensam da mesma maneira?
Reflitam,srs dirigentes,pensem que o futuro do nosso clube está na formação dos nossos jovens e só com muito apoio e perseverança se conseguem colher dividendos.

Anónimo disse...

Parabens a todos os atletas e pais que com regularidade comparecem nos treinos... As dificuldades são muitas e alegrias poucas, e foi preciso acontecer algo que realmente não espelha o profissionalismo destes professores para finalmente se lembrarem que existe o escalão de escolas e infantis no Santana.

Sócio Amigo disse...

O que as pessoas esquecem é que o problema aqui colocado foi levantado por ex-treinador da U.D.Santana que inclusivamente já colocou o clube desat terra em Tribunal na altura do Sr. Almada e que agora arma-se em todo o poderoso, ou se calhar, com dores de cotovelo do Santana, mas não passa de um treinador de crianças. Foi ele que fez chacota lá em Santa Cruz nmas porque estava a perder porque, e como diz aqui um comentário, se ele estivesse a ganhar nada disto se passava. Não condeno o Sr. professor Miguel, porque até é a melhor coisa que o Santana tem a nivel de treinadores e formação, lá por ter colocado 2 ou 3 jogadores infantis nas escolinhas não lhe retira o mérito. Isso Nunca!!
O Jornal A Bola também "emprenhou" pela boca desse tal treinador reformado de escolinhas (que já xupou e bem `acusta do Santana) e fez uma péssima noticia. Francamente! É por estas e por outras que a nossa imprensa regional tá como tá e o Sr. berdades também vai atrás desta gente. Também assim o blogue começa a decrescer nas visitas, não acha?
Valha-nos Deus Nosso Senhor, mas não havia necessidade de tamanha publicidade nem tão espalha-fato por tão pouco, quando aqui há uns anos atrás todas as equipas jogavam com jogadores ex-tra plantel e com cartão de outro.
Viva a U.D. Santana!

Anónimo disse...

Parece que este tipo de situação só ocorreu agora.
Eu foi atleta da UDS nos escalões de formação e raramente jogava. Curioso é que quando fui pedir a Associação de Futebol da Madeira o meu currículo de atleta fui confrontado com a uma lista de vermelhos a qual eu nunca os vi. Quem seria os atletas que jogarm com o meu cartão?

Juan Batista

Anónimo disse...

Este último comentário é fabuloso,,, de pequenino é que se torce o pepino! Ensinar os miúdos a cometer falcatruas (pois não cumprir um regulamento é isso mesmo!) não tem problema nenhum, ora essa, quem se importa com isso antes era assim (diz ele/ela). Claro que quando crescerem esses miúdos vão ficar a saber que antes havia escravatura, ditadura, apredejavam-se os judeus, queimavam-se as mulheres adúlteras (que radical que eu sou), se fosse por essa ordem de raciocínio nunca tinhamos dado passos em frente e seríamos sempre a mesma borrada. Mas claro, o que eu tenho é dor de cotovelo como o tal treinador reformado, com a diferença que nunca chupei nada ao clube, mas sim o clube é que chupa os meus impostos e as minhas taxas municipais!!! Quanto ao Jornal ABola, um verdadeiro pasquim, publicar uam notícia verdadeira! Que ingratidão!

Anónimo disse...

Realmente o comentário do Juan Batista tem muito que se lhe diga.
não viu os cartões porque quando lhe eram exibidos estava já de costas voltadas a "agradecer" ao árbitro.
E se raramente jogava das duas uma,ou era pesado demais ou não dava uma para a caixa...mas ainda há outra descansava três jornadas, jogava um jogo, descansava outras três.
Se era esta hipotese realmente raramente jogava, era o castigo que tinha por usarem o seu cartão.O provérbio paga o justo pelo pecador aplica-se.
Deixe-se de tretas professor...

Juan batista disse...

Há pessoas que falam e não dizam nada, e muito menos têm coragem de dar a cara.
De certeza que não me conheceu em novo, ou então foi dos que jogou com o meu cartão...
Mas devo dizer-te que deves ser verdadeiramente palerma, por defenderes pessoas que colocam atletas indisciplinados sempre a jogar mesmo com cartões de outros atletas.
Pôr atletas a jogar com cartões de outros atletas não só é desonesto para os outros atletas que trabalham para jogarem, como também pôe em risco esses mesmos atletas, isto porque, se estes se aleijarem como se justifica a presença destes atletas no jogo?

sê homenzito

Juan Batista

Anónimo disse...

Então o célebre Coordenador do Futebol Jovem que vive em Machico não esteve presente neste Torneio de escolinhas?.Então o que é que ele faz no clube? Até parece que em Santana não havia gente com capacidade para ser Coordenador.Não se dá valor às pessoas da terra.

Anónimo disse...

En Santana havia gente capaz para ser coordenador, tanto quanto eu sei o coordenador anterior era de Santana, mas como queria sê-lo só de nome deu o seu lugar, ainda teve um niquinho de consciência.
Por isso se não sabe não fale, ou não invente.

Anónimo disse...

Sr. Juan Batista, pelo contrário conheci-o e conhece-o muito bem e eu não defendi ninguem só quiz dizer-lhe(entrelinhas)que não lhe ficava bem dar a entender que já acontecia o mesmo anteriormente.Não se lava roupa com água suja.
Ficou-lhe muito bem defender a sua classe, mas já agora no seu tempo os treinadores eram professores? Se eram então ainda é pior, a classe não evoluiu nada.E já agora não é por colocar o seu nome no fim do comentário que o torna mais homem.