08 agosto, 2007

Intercâmbio Folclórico.

Grupo de Folclore da Casa do Povo de Santana encontra-se em intercâmbio no continente, desde ontem até 13 de Agosto, no intuito de demonstrar as tradições e os costumes da nossa terra fora da Ilha da Madeira. É a continuidade do intercâmbio iniciado em Julho de 2006 com o Rancho Folclórico e Etnográfico da Casa do Povo de Cernache do Bonjardim, pertencente à freguesia do mesmo nome, concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco, e do qual aqui, e na devida altura, demos noticia aquando da vinda daquele grupo a Santana.


O programa da viagem é o seguinte:
Quarta-feira: Ida à Fátima e a cidade de Tomar; Quinta-feira: Almoço no Monte da Nossa Senhora da Confiança e ida à Trizio e Dorios; Sexta-feira: ida à Sertã (sede concelho), ida às piscinas municipais e actuação na Casa da Cultura; Sábado: Participação no Festival de Folclore Nacional juntamente com 6 agrupamentos em Martinchel em Abrantes; Domingo: actuação numa Festa popular juntamente com o Grupo de Cernache de Bomjardim em Pombal.
O regresso está previsto para a próxima Segunda-feira

14 comentários:

Casa do Povo São Roque do Faial disse...

Boa estadia.
Esta é uma das melhores maneiras de divulgar o nome de Santana

Tocador de Gaita disse...

Uma vez mais o sr. berdades dá noticia de uma saída da Casa do Povo e esqueceu-se de enunciar a comitiva!! Como tal, pergunto a quem souber que venha cá "comentar" as personalidades que não dançam nem bailham mas que estão sempre prontas a viajar de borla atrás dos grupos e/ou associações. Ou será que foi só mesmo os elementos do Grupo?
Cheira-me a esturro estes intercâmbios em que por vezes vai mais gente de fora que os que realmente vão actuar.
Vamos esperar que alguém venha aqui dizer algo, já que o Berdades, tal qual o JM de hoje, nada dizem sobre a comitiva.
Aproveitam rapazes e raparigas enquanto a "VACA" dá!

Anónimo disse...

Poça que o senhor professor Juam Batista venha exclarecer as duvidas do tocador de gaita, não sei se de beiças se de foles.

Bragada disse...

Sei que pelo menos o Presidente da Casa do Povo, Sr. freitas, acompanhou o grupo e ainda bem porque assim pouparam dinheiro em viagens, já que o mesmo foi em representação da Casa do Povo, da Confraria de Santa Ana, dos Bombeiros, da Câmara de Santana, da Associação de Pastores, etc, etc.
Vejam lá se descobrem mais alguém!
Eles desta vez vão se sair melhor que na Alemanha, pois ao menos sabem falar português da Madeira, não precisam ficar trancados dentro de casa como na Almanha!

bombeiro amigo do chefe disse...

Parece-me que desta vez não foi qualquer empresário de Santana na comitiva, o que é mau para a nossa economia!!!
Fico feliz em saber que este grupo tem muitos intercâmbios, pois só assim é que o grupo evolui e isso tem-se notado de ano para ano. O mais chato disso são os convidados acompanhantes da comitiva que têm que se safrificarem a sua vida pessoal e profissional, sem férias alguns, para acompanharem os bailhinhos. Mas Deus vai recompensá-los, nem que seja em votos, porque esta história de andarem a fazer viagens, estadias e alimentação de borla, pagas pelo horário público, é preciso muito sacrificio mesmo e ainda ~por cima são sempre os mesmos. Xateia uma pessoa, mas eles como são bonzinhos não têm coragem de dizer que não.
Bons passeios a todos!

Anónimo disse...

Veio meia Santana!!!!!!

Mais uma vez quem quiser saber basta ir-nos receber ao aeroporto na segunda-feira e verá os acompanhantes (tocadores de bombo ou de gaitas como quiserem definir)

O dinheirinho esse, saí com muito sacrifício do trabalho do grupo, por isso não é do bolso de ninguém, até porque quem nos vê actuar não paga nada, nem nunca se chega ao pé de nós para dar algo.

Quem está sempre disponível para ajudar é a Junta de Freguesia de Santana a qual deixo cá os meus agredecimentos pela colaboração.

"Tocador de gaita" já que toca alguma coisa e interessa-se por saber quem viaja connosco 1º venha para o grupo nem que seja para tocar gaita nos intervalos das actuações, 2º apareça nas assembleias da Casa do Povo e terá essas dúvidas esclarecidas, 3º se quiser viajar connosco apoie-nos e será convidado....

Obrigado mais uma vez ao sr. berdades por públicar esta notícia e também por proporcionar a esta gente umas bilhardices que é o que elas gostam...

Obrigada também a Casa do Povo de São Roque do Faial pelo incentivo que deixou atrás referido.

Juan Batista

Ps: identifiquem-se se forem homenzinhos ou mulherezinhas

Anónimo disse...

Já agora não foi a Casa do Povo que saiu, pois poderão encontrá-la ainda no sítio do Pico.

Quem saiu foi o Grupo de Folclore.

Juan Batista.

Anónimo disse...

Juan deixa falar..é só dor-de-corno.

Anónimo disse...

Fico Feliz por saber que ainda se lembram do grupo folclórico e que falem nele, é pena é que haja certas pessoas que só s importem com as bilhardices e se esquecem com o k é verdadeiramente importante, ou seja das pessoas que o constituem!

caros bragados fiquem felizes pk o grupo tá a demonstrar um bocadinho do que SANTANA tem de bom...


E ISSO É K É IMPORTANTE

SANDRA

Anónimo disse...

Senhor Professor Juan, não sou o tiocador da gaita mas gostei das suas respostas e como tal só tenho a felicitar a junta de Freguesia de Santana por estar sempre disposta a apoiar o grupo do bailhinho e também por andar sempre atrás deles. Será que o apoio que entregou deu para a viagem, alimentação e estadia?
Fica a dúvida!
É que a junta dá apoios a mais instituições mas não vejo a junta ir com os outros a lado nenhum.

Anónimo disse...

Por acaso a Junta está cá muito bem representada, e não dá despesa nenhuma...

e o professor Joaquim também vai com os outros agrupamentos nas suas viagens...

Continua o convite a vir tocar gaita nos intervalos das nossas actuações e mais importante ... se identificar...

zelmen disse...

Olá a todos...
Em primeiro lugar, gostaria aqui de dizer que para nós (Rancho Folclórico e Etnográfico de Cernache do Bonjardim) este foi sem dúvida um dos melhores intercâmbios que alguma vez realizámos.

O Grupo Folclórico da Casa do Povo de Santana bem como as pessoas que o acompanharam estão de parabéns. Penso que o povo de Santana deve orgulhar-se do grupo que representa os seus usos e costumes dos anos passados.

Estas representações dó são possíveis com todos aqueles que defendem o folclore, e neste aspecto, de referir que tanto todos os elementos, desde o mais velho ao mais novo, bem como aqueles que acompanharam o grupo a Cernache do Bonjardim estão de parabéns.

Foi uma experiência espectacular, porque no meio de tudo o que se diz ou possa dizer o que importa é a amizade que fica para sempre. Tive a certeza á um ano atrás (tal como coloquei no video da nossa viagem) e reforço essa mesma certeza agora de que foi uma grande familia que conhecemos. Um grupo exemplar em disciplina, organização representação, bem como na relação com os que o acompanharam mas mais importante na relação entre todos os elementos sem excessão, que fazem parte do grupo com as pessoas das terras por onde passaram, e claro na relação com os elementos do grupo de Cernache do Bonjardim.

Para terminar deixo aqui um grande abraço a todos os elementos que fazem parte do grupo de Santana, bem como ao Sr. Freitas e ao Sr. Presidente da Junta pela forma como nos receberam em Santana e pela forma com representaram também o povo de Santana aqui em Cernache do Bonjardim.

Agora é que é mesmo para terminar. E termino com um excerto de uma música que para sempre ficará na história do encontro entre estes dois grupos folclóricos:

"A FESTA DO POVO
FESTA DESTE DIA
A FESTA DO ANO
DA NOSSA ALEGRIA
A FESTA É A NOSSA
É DO NOSSO AMOR
É UMA FESTA E COMO ESTA
NÃO HÁ NÃO SENHOR"

Obrigado e até sempre.

Bruno Monteiro

bernardino martins (Paignton/UK) disse...

Parabens ao grupo por difundir a nossa cultura madeirense por terras de Portugal.Bom trabalho Juan.

Anónimo disse...

É com uma certa tristeza que vejo, que ainda há muita gente que adora criticar o trabalho feito por um grupo que trabalha em prol da cultura tanto de Santana como a nivel regional. Se por acaso alguma vez ajudaram o grupo e este não vos retribuiram, tudo bem identifiquem-se que nós agradeceremos a ajuda prestada, mas se nunca se dignaram a olhar-nos como uma peça importante na divulgação e na preservação da nossa cultura e custumes, por favor também não se dignem a critar as nossas decisões e principalmente os nossos intercâmbios.
Mais uma vez vos peço que se pretendem comentar, falem do trabalho feito: recolhas efectuadas, actuações........ parem de ser pessoas mesquinhas que não valorizam o que têm ....
Com os melhores cumprimentos a todos vós
Elsa Caires