16 março, 2011

Velhos são os trapos...

e novos os retalhos que deles saem! Uma tradição que ainda se mantêm viva, ainda que seja  por diversos fins que não a confecção/tecelagem das tradicionais cobertas que se deitavam por cima dos lenços e cobertores "carregando" mais calor no inverno. Cobertas essas que também serviam para colocar o milho,  trigo e o feijão a secar em dias de sol e ainda como um dos utensílios principais no jogo do curungado nas desfolhas do milho.
Enfim, retalhos duma tradição que, com ou sem cobertas, ainda dá cobertura à nossa memória de tempo mais antigos.

1 comentário:

Luís Coelho disse...

Ninguém é assim tão velho e inútil.
Porque ninguém quer ser velho responde-se que velhos são os trapos.

Esta profissão como muitas outras tende a desaparecer. Em tempos não muito distantes foi um meio de ganhar o sustento das tecedeiras e ainda de agasalhar os corpos no Inverno.

É sempre bom recordar.